Num triângulo de Ilhas, uma lenda de Açores. De rosto humano!

Imagem
Dou comigo a recordar aquele mestre do Terra Alta que - numa travessia das Velas para São Roque, já lá vão mais de 25 anos - me contava do Sr. Quaresma, de braço no ar, em cima do velho cais da Madalena.
Em dias de temporal, contando as ondas... para marcar o momento seguro de entrada do barco.

Clique para se deslumbrar! ►

Naquele triângulo de ilhas, o barco era tudo: Viu nascer as crianças (mais impacientes!) que não aguardaram até ao hospital da ilha em frente... foi viatura de funeral ou ambulância.
Muitas histórias de amor se teceram à distância, vertidas nas cartas confiadas a João Quaresma para que as encaminhasse para os amores ausentes.
Ou os açafates da comida e as encomendas que os pais mandavam para os miúdos da Ilha Montanha que tinham ido estudar para a Horta. Do lado de lá. o Gilberto das Lanchas, com a sua carrocinha, havia de tratar das entregas em mão.

Não havia lancha que arriscasse demandar o porto da Madalena sem ordem de João Quaresma. Todos os dias em cima do cai…

Até aqui? Está tudo do avesso!

Já não há pachorra para tanto motivo natalício. Ou, como dizem alguns no Brasil, natalino. Por Lisboa, então, é uma praga! Qualquer largo ou praça dá para ensopar de Natal.

Até aqui - benza-nos Deus - que é a do Município. E que estávamos mais habituados a ver cheia em Dia de 5 de Outubro.
Mas isso foi antes de lhe terem revolvido as entranha para lá pôr  um subterrâneo parque de estacionamento e antes de o actual inquilino do Palácio de Belém se ter tornado monárquico - pelo menos agora já não vai ao 5 de Outubro. O que parece estranho... porque se não tivesse sido implantada a República... ele não podia ser presidente da dita! Originalidades.

Mas voltemos à praça. De quem terá sido a ideia do mercadinho de Natal? Quer-me parecer que o senhor Presidente da Câmara queria poupar tempo na procura dos presentes da quadra e arranjou forma de poder escolher directamente da varanda.
Um atentado!

Carlos M Ribeiro Gonçalves fez muito bem em denunciar a situação. Agradecemos a fotografia que fez favor de enviar para o Descobrir PORTUGAL, para documentar esta clara violação do espaço público.
 Por este andar... ainda acabam a vender pinheiros de Natal em Monsanto, Bolos-Rei nos Jerónimos e Ginginha no Centro Cultural de Belém...!

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1082062185172197&set=o.124331758934&type=3&theaterE, agora reparo... Para fazerem o Mercado arredondaram a praça e encurvaram a rua.
Como é possível?


• Para ampliar, contemplar e ficar de água na boca, clique na imagem.

► Muitos milhares de fotografias, dos membros do Descobrir PORTUGAL. à sua espera!

https://www.facebook.com/absolutoportugal/photos_stream?tab=photos

    • Visite!


    • Descubra!


    • Deslumbre-se!


    • Partilhe!

Muita gente está a ler também:

Ana Moura - "Dia de Folga"

Que alma terá inventado essa coisa da "carne de porco à alentejana"?

Do Minho para a sua mesa... Caldo Verde!