Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2016

Fenómeno de crescimento e participação! Agora não podemos parar!

Imagem
Mais de dois Milhões de membros! Um Universo que não pára de crescer e de se diversificar!
Chegados aqui... Temos de ir em frente!
E encontrar formas de corresponder ao interesse e ao entusiasmo desta multidão de rostos.

Por isso, estamos a lançar uma página nova.
Que assume com orgulho o nome de Descobrir Portugal - que fizemos, construímos e consolidámos ao longo destes dois anos no Facebook.
Até conseguirmos ter connosco mais de um MILHÃO de membros, espalhados por todos os cantos da Língua Portuguesa.

Do ala que se faz tarde! conservamos as memórias e os afectos de um blog que, neste curto período, registou mais de 6,5 milhões de visitas. Mas está na altura de iniciar uma nova caminhada fazendo apelo a novos recursos e potencialidades.

• E aí está owww.descobrirportugal.pt.Que quer continuar a contar com o vosso apoio e a vossa divulgação!


Aquilo que parecia uma brincadeira e um passatempo... tornou-se coisa séria. Precisamos agora de apoios e de suportes que garantam continuação, a…

Ana Moura - "A Case of You"

Imagem
Ana Moura reinventa A Case of You, um dos temas míticos de Joni Mitchel.
* Música e letra da cantora canadiana.

Esta versão de Ana Moura daquele clássico integrou o CD Desfado, editado em 2012.

• Vídeo realizado por Aurélio Vasques. Com as participações de Paulo Pires e Ana Rocha.


Just before our love got lost you said
I am as constant as a northern star
And I said, constantly in the darkness
Where's that at?
If you want me I'll be in the bar

On the back of a cartoon coaster
In the blue Tv screen light
I drew a map of Canada
Oh Canada
With your face sketched on it twice

Oh you're in my blood like holy wine
You taste so bitter and so sweet
Oh I could drink a case of you darling
And I would still be on my feet
Oh I would still be on my feet

Oh I am a lonely painter
I live in a box of paints
I'm frightened by the devil
And I'm drawn to those ones that ain't afraid
I remember that time that you told me, you said
Love is touching souls
Surely you touched mine
Cause …

Um "amazing" Postal de Férias com imagens bonitas!

Imagem
Uma viagem relâmpago a Portugal de Basti Hansen deu nisto.
Haveria muito mais a ver e contar...
Mas o tempo era curto. E ele ficou-se pelos principais pontos turísticos!


• Norte e Centro do país:
| Sintra | Cabo da Roca | Cascais | Estoril | Lisboa | Buçaco | Coimbra | Aveiro | Porto | Douro | Trancoso | Guarda | Belmonte | Fátima | Nazaré|
Muito amazing.
Mas... um interessante Postal de Férias.
Daqueles que, os que nos visitam, costumam guardar do nosso país.
Com a vantagem de ter ficado muito bonito!

Cores, rostos e palavras de toda a Língua Portuguesa!

Imagem
Há uma página diferente no Facebok. Com rostos e palavras de todo a Língua Portuguesa.
Somos mais de um Milhão! Precisamos de TODOS para continuar a crescer e afirmar a vontade de querer e divulgar as Coisas Portuguesas!
A maior página de Contar Portugal! A força de divulgação das nossas coisas e gentes depende de si. Apoie! Adira! Partilhe! Traga os amigos TODOS!
* * * * * *
HOJE convidou alguém para o Descobrir PORTUGAL?




De arrepiar: António Zambujo & Roberta Sá - "Eu já não sei"

Imagem
Uma canção pode ser ponte: Entre mares, entre almas, entre vidas...
E aqui, com dois jeitos do falar português, até o Atlântico se faz imenso lago de afectos.

Duas margens de mar numa canção: António Zambujo & Roberta Sá.

Fado de Domingos Gonçalves Costa e Carlos Rocha, Eu já não sei integrou o DVD Pra se ter alegria, lançado em 2009.
Imagens RTP: Prémios A uma Só Voz da Fundação Luso-Brasileira.
Casino Estoril, Outubro de 2007.

E quando a dança vai a galope? Fandango!

Imagem
Quando o pé foge para a dança, até pode ser a galope...
E fandango à beira Tejo!


Na Vala Real, cais do Palácio da Rainha, Azambuja!
• Bailadores: Jorge Miranda e António Mota
• Tocador: Miguel Ouro

• Gravado em Outubro de 2014 • Realização: Velhinha Pereira • Som: Telma Freitas Morna

Download de: A Dança Portuguesa A Gostar Dela Própria O Grupo de Recriação Etnográfica Madorna integra um projeto maior, o Projeto Moa, que visa a promoção de tradições e memórias da região da Azambuja.

E Monsaraz se faz Presépio...

As Figuras do Presépio estão quase a chegar.
1 de Dezembro é o dia! Depois... a Romaria até aos Reis!
Ocupam largos e ruas: Da Porta de Entrada ao Largo do Castelo!

E vão ser milhares a visitar. Para as figuras em tamanho natural ou... as selfies do costume. Os mais novos a quererem jogos e brincadeiras, com muita pergunta à mistura!

Bastará uma pontinha de sol para a incursão dentro das muralhas rematar com umas vistas d'Alentejo: Lá do alto, para a imensidão de Alqueva.

Clique e vá espreitando...

Atlântico adentro! Para o Mar d'Açores! Até ao Pico!

Imagem
No deslumbramento da mais alta montanha de Portugal, suspeitar histórias de sobrevivência, lendas baleeiras e campos de lava que abrigam as vinhas e curraletas que a UNESCO declarou Património da Humanidade!


Venha daí! Saboreie um verdelho e reencontre-se com as forças da natureza!

► Madalena do Pico, Capital do Vinho 2017 - a Descobrir e Saborear! • Vídeo: Radio Pico multimedia: | Cláudia Madruga | Paulo Garcia | Stefano Ulivi | Milton Dias |

Vinho dos Czares, não faltava à mesa das cortes europeias. Celebrado na literatura, contado por Tolstoi... Um vinho de lava que mãos do homem fazem nascer no vulcânico chão da Ilha Montanha.

Montalegre: Em Terras de Barroso, o Reino do Maravilhoso!

Até Terras de Barroso, na esteira de nomes mágicos e segredos de beleza, isolamento e sobrevivência.
Pitões de Júnias, Tourém, Vilar de Perdizes... e no desfiladeiro - dito do Diabo - a Ponte da Misarela e os milagres da fecundidade. E quando bruxas e bruxos, trasgos e dianhos se apossam de ruas e canelhas daquela terra raiana? Sempre que a sexta-feira calha a 13, com bênção de padre, o diabo vai à solta pelas ruas...
Não perca este vídeo!
| Vídeo Loving the planet | Guião e Realização: Sérgio Pereira | Imagem: Bruno Baessa, João Pereira, Sérgio Pereira (QUE CENA) | Texto e Realização: Eduardo Rêgo | Edição: Bruno Baessa, Sérgio Pereira | Assistência: Binex, Ricardo Pinheiro |

É tempo delas! Conhece o Pudim de Castanhas?

Imagem
Nos finais de Setembro, os castanheiros estavam lindíssimos. Todos ouriçados. Que é como quem diz, carregados de ouriços.
E, Outubro adentro, foi a apanha das castanhas. A quantidade não terá sido a esperada, mas a qualidade está a superar tudo. Resultado: excelentes... mas muito, muito caras!

Agora é a ronda dos magustos, com os vinhos novos para fazer as honras  àsquentes e boas, bem assadinhas. País todo, para matar saudades e tirar o gosto de misérias.
O homem das castanhas faz parte da paisagem das nossas cidades nesta época do ano. Embora as manias da higiene tenham feito desaparecer os velhos e bonitos assadores de barro...

Por Lisboa, elas começam aparecer pelos Santos, logo no início de Novembro.
À dúzia ou à meia dúzia, mas já sem os cartuchinhos de papel de jornal ou de folhas de lista telefónica - que agora as leis não o permitem!!!

Nas nossas casas, muitas das preferência vão para as cozidas. Apenas com um bocadinho de sal e aquela erva-doce de deleitar aromas...

E como é …

Madredeus - Ao longe o mar

Imagem
Com letra e música de Pedro Ayres Magalhães, integrou O Espírito da Paz,  o terceiro álbum de estúdio dos Madredeus, lançado em 1994



Nessa altura, a banda era composta por: Pedro Ayres Magalhães (guitarra), José Peixoto (guitarra), Rodrigo Leão (teclados), Gabriel Gomes (acordeão) e Fancisco Ribeiro (violoncelo). Inconfundível, a voz de Teresa Salgueiro.

• As imagens deste vídeo fazem parte do documentário
francês realizado em 1995: Les Açores de Madredeus.


Porto calmo de abrigo
De um futuro melhor(maior)
Porventura(Ainda não está) perdido
No presente temor
Não faz muito sentido
Não esperar (Já não espero) o melhor
Vem da nevoa saindo
A promessa anterior
Quando avistei ao longe o mar
Ali fiquei, Parada a olhar
Sim, eu canto a vontade
Canto o teu despertar
E abraçando a saudade
Canto o tempo a passar
Quando avistei ao longe o mar
Ali fiquei, Parada a olhar
Quando avistei ao longe o mar
Sem querer, deixei-me ali ficar

Assista também:

O Pastor - Integrou o 2º disco, Existir, editado em…

Pelo São Martinho, castanhas assadas, pão e vinho...

Imagem
À chegada do frio, já apetecem as castanha. É tempo delas!
Pelas bandas da Região de Lisboa, magustos e celebrações não vão ficar por mãos alheias. Com vinhos para provar e as quentes e boas bem assadinhas para matar saudades e tirar o gosto de misérias!

Oeiras puxa dos pergaminhos e desafia para a Festa de São Martinho, já marco no calendário.
Dia todo - das 11h00 às 22h00 - castanhas a rodos!

A Câmara fornece as castanhas e... os fogareiros. Com as barraquinhas de petiscos e doces a invadirem de apetites e desejos o  Largo 5 de Outubro, bem no Centro Histórico.

Lisboa volta-se para o rio. Canta-se Fado no Tejo passeia-se numa das embarcações já históricas: o Évora!

Água-pé, castanhas e outros desvarios de boca a  dar sabor à navegação entre-pontes.

Teresa Tapadas é a fadista convidada num percurso que terá início na Doca do Espanhol às 19h00.

Inscrição prévia obrigatória: reservas@barcoevora.com



Poesia e castanhas é capaz de ser uma boa ideia...
Imagine-se a saborear umas quadras num…

Vai um vinho tinto? De que região?

Imagem
Portugal, país rico em vinhos. Qualidade e diversidade, factores de escolha e adesão. Sabor, prazer e gosto... Mas os vinhos são muito mais do que isso!

São saberes e esforço de gerações, paisagem, subsistência de populações, riqueza, valores de exportação. A cultura da vinha é decisiva no combate à desertificação do Interior e um bem estratégico da nossa agricultura.

Para o Estado significa volume considerável de Impostos, diminui cifras de desemprego, contribui para o equilíbrio da Balança de Pagamentos.

Coisas que quase nem pensamos quando nos deleitamos na degustação de um vinho. Por isto - e pelo que de muito mais poderíamos acrescentar - decidimos alguns inquéritos para conhecer os vossos hábitos e gostos.
Este fica agora a aguardar a vossa resposta:
Queremos perceber que Regiões Vínicas preferem quando têm de escolher um vinho Tinto.
Carregando…

Reconhecimento... lá fora! Aqui... nem por isso!

Imagem
Estão imparáveis. Triunfo atrás de triunfo em Festivais internacionais. Nos últimos tempos, um ver se te avias de acumulação de prémios na estranja.

Bem... mas isso é lá fora. Entre nós têm vindo a estar sistematicamente afastados da maioria dos certames.  A quase única excepção foi o Art&Tur, no passado mês de Outubro em Vila Nova de Gaia.

Já sabíamos que a qualquer um é difícil ser profeta na sua própria terra. Mas desta vez chega a ser ridículo.

Se fôssemos a eles, nem nos importávamos muito: Bastavam os elogios no estrangeiro para preencher o ego e fazer justiça ao esforço, trabalho, saber e arte

Pela nossa parte, fica o justo destaque para dois trabalhos de mérito que temos vindo a referenciar e a acompanhar.

Se ainda não viram, aproveitem agora!

Cabo Espichel - Em terras de um Mundo perdido.
Carlos Sargedas
, produtor e realizador é também director do FINISTERRA ARRÁBIDA FILM ART & TOURISM FESTIVAL. com sede em Sesimbra.

Depois de uma série de belíssimos timelapses sobre d…