Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2016

Figuras do Presépio invadem Monsaraz!

Imagem
Presépio gigante de rua, com figuras em tamanho real, regressa sexta-feira a Monsaraz.

Pelas 11 da manhã, nas Portas da Vila, o Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz abre a festa com os seus Cantos de Natal.
As Figuras do Presépio tomam conta de Monsaraz. E até aos Reis, a vila medieval é delas!

Delas (de quantos a habitam e gostam!) e dos muitos milhares que vão passar por lá para ver Natal dentro de muralhas com vistas d'Alqueva


Espraia-se pelas ruas da vila até ao Largo do Castelo. Aí ficará o conjunto principal: A Virgem, São José e o Menino Jesus.
As outras figuras (ao todo são 48) distribuem-se pelas ruas da vila.

Em tamanho natural, estruturas de ferro e rede, cobertas por panos de cor crua, pintadas em tons pastel, rosa velho e lilases.
Caras e mãos feitas em cerâmica.

Por lá vão estar os Reis Magos, o pastor, os guardas do castelo, o oleiro, o almocreve, a lavadeira e a fiadeira. E muito mais!
Tudo impermeabilizado e tratado para aguentar a chuva.
À noite, todas as figura…

Vale a pena ter amigos no Facebook? Claro que sim! Obrigado!

Imagem
Novinho... mas cheio de força! Com o ânimo e o estimulo que muitos milhares lhe estão a dar!

Esperávamos apoio, mas nunca pensamos que ia ser assim:

Um Milhão de visitantes nos primeiros nove meses de vida. Só nos últimos dois meses foram uns 9 mil por dia!

Era para ser apenas uma ferramenta de apoio ao Descobrir PORTUGAL e ao Café Portugal.Mas, bruscamente, ganhou vida própria e afirmou-se como um caso sério de popularidade.
Agora não nos resta outra possibilidade que não seja tentar corresponder a este carinho todo e fazer do Blog um espaço que corresponda às expectativas de quem nos visita e... quer!

Foi recebido de uma forma que, para outros, dificilmente seria de prever. Mas nós sabemos perfeitamente que temos connosco rostos que há bastante anos nos acompanham, se envolvem e participam activamente nestas aventuras colectivas na área da net e do online.
Temos de agradecer (a todos) o apoio e a divulgação que nos estão a fazer. Os resultados excederam largamente todas as nossas exp…

São João? Porto? Braga? - Ganhou o de Braga!

Imagem
Lamentamos dizer isto às gentes do Porto. Mas... nestas coisas do São João, no Descobrir Portugal o que está a dar é o de Braga. Vencem sempre!

A Página do Facebook já tem uns 7 anos. E sempre assim foi! As melhores imagens de festas, celebrações, libaçoes e outros martelinhos... sempre retrataram o São João de Braga.
Não vale a pena começarem a invectivar. Não se exaltem. Os bracarenses não têm culpa: a falha é mesmo dos do Porto: Desatentos, ocupados com outras coisas ou... não estão nem ai?

Este ano não foi excepção. Cumpriu-se a tradição com esta imagem do João Caníggia!
Dêem uma olhada.:

• Para ampliar, contemplar e ficar de água na boca, clique na imagem.

► Muitos milhares de fotografias, dos membros do Descobrir PORTUGAL, à sua espera!

    • Visite!


    • Descubra!


    • Deslumbre-se!


    • Partilhe!

Ele há gente muito burra!!!

Imagem
Vierem de barco? Agora já há avião...Ou... a burrice daqueles continentais que tinham preferido viajar das Lajes, na ilha das Flores, para o Corvo na Lancha de Mestre Augusto...
Ainda por cima... a culpa era minha! Porque eu é que tinha convidado 20 companheiros da Comunicação Social para aquela incursão por diversas ilhas dos Açores.

Em vez de um rápido saltinho de avião de uma ilha para a outra, a opção de tactear os recortes da ilha das Flores com Mestre Augusto ao leme, na contemplação de baías e falésias. E depois, quando quase circundada a ilha se atreveram a mar largo e fundo, escolta de golfinhos até ao Corvo!!!

O reboliço era total, com fotógrafos e operadores de imagem correndo de uma borda à outra do convés à cata do melhor ângulo, da melhor vista: Das ilhas, do mar, do céu lindíssimo que estava e... daquele ajuntamento de golfinhos cabriolando em redor da embarcação.
Nesta excitação toda... a viagem esgotou-se num instante - já estava o Corvo à vista e iniciava-se a m…

"Beijo de Saudade" - Mariza e Tito Paris

Imagem
Na Lisboa de todas as Partidas e todas as Chegadas, o fado pode ganhar acentos de África e retornar às origens. Com as águas do Tejo a desaguar em Cabo Verde...

A duas vozes: Mariza e Tito Paris para um Beijo de Saudade!
Ela (que nasceu em Moçambique, cresceu na Mouraria e chegou a viver no Brasil)  é, verdadeiramente, uma voz da Lusofonia!

Fado com letra de música de  B. Beleza. Integrou o álbum Terra, lançado em 2008.Quisemos trazer este Beijo de Saudade envolto em imagens de Lisboa, neste vídeo com montagem de Román De La Serna.


Ondas sagradas do Tejo
Deixa-me beijar as tuas águas
Deixa-me dar-te um beijo
Um beijo de mágoa, um beijo de saudade
Para levar ao mar e o mar à minha terra

Nas tuas ondas cristalinas
Deixa-me dar-te um beijo
Na tua boca de menina
Deixa-me dar-te um beijo, oh Tejo

Um beijo de mágoa, um beijo de saudade
Para levar ao mar e o mar à minha terra

Nha terra ê quêl piquinino
È Cabo Verde, quêl quê di meu
Terra que na mar parcê minino
È fidjo d'oceano, é fidjo di …

Leão à solta no Tejo! Para mostrar rio e margens...

Imagem
Era um bote rápido que sulcava o Tejo. Linhas elegantes, cores garridas.
Até finais do Século XIX cruzou o rio entre Alcochete e Lisboa. Foi transporte e elo de ligação para pessoas e mercadorias.
Ainda hoje vive no imaginário popular marcado pela nostalgia do seu desaparecimento.


Está de regresso! Construído de raiz no estaleiro naval de Jaime Costa, respeitando as técnicas utilizadas na construção das antigas embarcações que navegavam no Tejo, a versão actualizada do famoso Bote Leão.

Domingo (dia 19) o bote Leão faz a sua viagem inaugural. Desde o estaleiro onde foi construído até à ponte cais em Alcochete. Vai chegar às 15h30, com festa rija de fanfarras e grupos etnográficos alcochetanos. Ainda a tempo de participar na ponta final da Semana da Caldeirada à Fragateiro que tem vindo a animar os restaurantes daquelas terras ribeirinhas.


Alcochete passa a contar com mais um instrumento precioso que desafia para passeios no rio.
Com capacidade para 45 passageiros, permite descobrir e da…

Um banho de sol, numa varanda com vistas do Açor!

Imagem
Escorrem estas linhas num banho de sol, numa varanda que abre horizontes para a Serra do Açor. O azul do céu é velado aqui ou ali por laivos de nuvens brancas. Logo além, as macieiras, as figueiras, as laranjeiras os prados.

Mais desvanecidas as marcas do incêndio grande de há dois anos. O verde da vegetação foi pintando o negro de que a terra vestira. Ilusória melhoria, com as mimosas a invadirem terrenos onde se albergavam medronheiros, carvalhos, castanheiros, pinheiros... que o incêndio levou naqueles dias de receio e susto para os que ainda habitam esta margem do Alva a que a freguesia foi buscar nome: Penalva de Alva, Oliveira do Hospital.

Agora, um Inverno de seco e uma Primavera que não quase não trouxe água faz ressurgir todos os medos e receios.

Mas a força do renascer da natureza, depois de tempos de desolação, vem carregada de cheiros e sons que desafiam para aventuras de passeio e contemplação.

Apetece centrar vistas na encosta da Serra.


E os olhos trepam faldas e horizont…

Quando passeia, os hotéis não são para dormir?

Imagem
Se há hotel que me tenha marcado nos Açores foi o de Vila Franca do Campo.
Nessa altura chamava-se Baia Palace. E foi, durante muitos anos, o meu porto seguro na Ilha de São Miguel.

Gostava dos horizontes abertos, dos quartos voltados para o mar, com a praia de Água D’Alto logo ali e as montanhas à volta. Mas não dispensava a oportunidade dos passeios em redor, de provar a cozinha do Jaime, passear as ruas da vila, ficar no enlevo da beira do mar e das vistas do Ilhéu.

Nesses tempos não era fácil o trajecto que ia do Aeroporto (às portas de Ponta Delgada) até aquelas bandas… Uma estrada antiga, sinuosa e apertada, que transpirava mistérios e surpresas de paisagens mas obrigava a uma condução com vagares e atenção redobrada. Era o preço a pagar pela escolha da idílica e passageira morada.

De uma das vezes que lá estive levei comigo uma vintena de companheiros jornalistas do continente. Foi no princípio dos anos 90. Alguns já nos deixaram, como o Carlos Gil ou o Hermano Manuel, outros… c…

Às portas de Santarém, o segredo que os "ciganos do rio" trouxeram da Vieira.

Imagem
Das praias de Viera de Leiria trouxeram barcos e redes.
E não esqueceram hábitos e costumes de vida.
Tejo acima, Tejo abaixo!

Os ciganos do rio foram-se fixando nas margens. Com as casas de palafitas que as águas beijavam e as varandas que, na altura das cheias, se transformavam em ancoradouro dos seus barcos...

Os pratos de peixe de mar deram lugar aos peixes de rio. Como aqui, nas Caneiras, em Santarém.

Não vão conseguir passar sem provar esta Avieira sopa de peixe.

Espreitem AQUI a receita.

E... mãos à obra!




* * * * * * * * Tantas receitas de experimentar e saborear...


(clique no nome do prato. Será encaminhado/a para a receita)
Caldo Verde (Vale do rio Minho)Arroz de Lampreia (Montemor-o-Velho)Butelo com Cascas - ou Casulas (Trás-os-Montes)Bucho Raiano (Sabugal)Peixes de rio e enguias fritas (Baixo Mondego)Pasteis de VouzelaSericá/Sericaia (Alentejo)Milhos Ricos (Ribeira de Pena)Sopa de Feijão-Frade (Lardosa - Castelo Branco)Xarém (papas de milho) com Sardi…

Os Dias Mundiais valem o que valem... O da Criança tem de ser Especial e Verdadeiro!

Abraço grande a quem - em qualquer esquina de mundo - nos acompanha, participa e gosta.

Os Dias Mundiais valem o que valem. Hoje é da Criança.E as notícias andam cheias de imagens dos mais novos sacrificados em guerras, migrações forçadas, fomes...

• Homenagem a todos os miúdos do mundo, nesta tão bonita história de José Saramago.
De saborear e pensar...