Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2016

Num triângulo de Ilhas, uma lenda de Açores. De rosto humano!

Imagem
Dou comigo a recordar aquele mestre do Terra Alta que - numa travessia das Velas para São Roque, já lá vão mais de 25 anos - me contava do Sr. Quaresma, de braço no ar, em cima do velho cais da Madalena.
Em dias de temporal, contando as ondas... para marcar o momento seguro de entrada do barco.

Clique para se deslumbrar! ►

Naquele triângulo de ilhas, o barco era tudo: Viu nascer as crianças (mais impacientes!) que não aguardaram até ao hospital da ilha em frente... foi viatura de funeral ou ambulância.
Muitas histórias de amor se teceram à distância, vertidas nas cartas confiadas a João Quaresma para que as encaminhasse para os amores ausentes.
Ou os açafates da comida e as encomendas que os pais mandavam para os miúdos da Ilha Montanha que tinham ido estudar para a Horta. Do lado de lá. o Gilberto das Lanchas, com a sua carrocinha, havia de tratar das entregas em mão.

Não havia lancha que arriscasse demandar o porto da Madalena sem ordem de João Quaresma. Todos os dias em cima do cai…

Mar engole o Terreiro de Paço e cardumes de peixes navegam nas fachadas!

Imagem
A varina, o mestre calceteiro e o amolador regressam a Lisboa e são cabeças de cartaz de um espectáculo multimédia de luz e cor no Terreiro do Paço. De 5 a 14 de Agosto,  As Caras de Lisboa, uma celebração do Verão na praça grande da capital portuguesa.

As histórias contam-se em vídeo mapping nas fachadas pombalinas, com o Arco da Rua Augusta convertido em actor principal.
As Caras de Lisboa, um título para este forma de percorrer acontecimentos passados e contemporâneos, olhando a evolução e a transformação da cidade.
Cores e música vão criar ambiência e cenários.

Num momento o mar vai engolir o Terreiro do Paço, com a Ala Norte transformada num gigantesco coral onde nadam cardumes de peixes. Como se fora uma Atlântida submersa.


Mas vai chegar a varina com a sua canastra de vime e os seus pregões. Lisboa desperta para receber o amolador e a sua bicicleta. Virá o ardina, o calceteiro, a lavadeira e outras antigas profissões da cidade. Com todo o destaque para os eléctricos - com as lin…

Aventura de passear margens do rio menos poluído da Europa

Imagem
Dizem-no o menos poluído da Europa. É o Rio Paiva.
A primeira vez que lhe avistámos curso e águas e percorremos as suas margens, era ainda um ilustre quase desconhecido.

De Arouca, o produto mais vulgarizado nesses tempos era mesmo o Pão-de-Ló. Um pouco doce de mais para o meu palato.
Por aquelas bandas  fizemos (para a Antena 1) uma emissão do Feira Franca em directo do Salão dos Bombeiros.

Depois veio canoagem e o rafting e as águas do Paiva passaram a destino obrigatório para desportos e observação da natureza com espírito mais radical.

E havia outros argumentos a céu aberto capazes de suscitar curiosidades e vontades de acorrer àquelas paragens.

Desde logo, as Pedras Parideiras, um fenómeno geológico que deu histórias e lendas...


Com muita imaginação, trabalho e aproveitamento eficaz dos Fundos Comunitários, Arouca lançou dois desafios de uma vez só:

• Partir à descoberta do Arouca Geopark
• Palmilhar os Passadiços do Paiva.




Depois do incêndio do ano passado, os passadiços estão de…

Fenómeno de crescimento e participação! Agora não podemos parar!

Imagem
Mais de dois Milhões de membros! Um Universo que não pára de crescer e de se diversificar! Chegados aqui... Temos de ir em frente!. E encontrar formas de corresponder ao interesse e ao entusiasmo desta multidão de rostos.
Aquilo que parecia uma brincadeira e um passatempo... tornou-se coisa séria. Precisamos agora de apoios e de suportes que garantam continuação, alargamento e eficácia do nosso trabalho. E este imenso oceano de rostos irá certamente motivar o interesse de segmentos da nossa economia relacionados com as viagens, o turismo, a hotelaria, os vinhos, a industria do lazer, etc. Com todos estamos dispostos a dialogar, cientes do papel que lhes cabe nas áreas do desenvolvimento, crescimento económico e emprego.

Lançamos por isso este formulário online que facilitará o contacto e será ponto de encontro e de início de conversas: Bastará clicar nele e já estarão a contactar connosco!


Vale a pena ter amigos no Facebook? Claro que sim! Obrigado!

Novinho...
Mas cheio de força!

Com o â…

Grande "caldeirada" está aqui a ser armada! Cuidado consigo...!

Imagem
A caldeirada não tem de implicar uma grande diversidade de peixes. E nada (mesmo nada!) tem a ver com a ideia - quase generalizada nos nossos restaurantes - de uma verdadeira misturada dos mesmos!

Prato de subsistência dos pescadores, surgia - ao longo da nossa costa - frequentemente confeccionada com um único peixe. Quem nunca provou uma caldeirada de safio feita a preceito... não sabe o que anda a perder.

A designação do prato tinha tão somente a ver com o caldeiro onde entravam o peixe, as batatas e todos os outros comparsas desta maravilhada cozinha portuguesa.

Experimentem fazê-la à moda de Sesimbra!


* * * * * * * * Tantas receitas de experimentar e saborear...


(clique no nome do prato. Será encaminhado/a para a receita)
Caldo Verde (Vale do rio Minho)Arroz de Lampreia (Montemor-o-Velho)Butelo com Cascas - ou Casulas (Trás-os-Montes)Bucho Raiano (Sabugal)Peixes de rio e enguias fritas (Baixo Mondego)Pasteis de VouzelaSericá/Sericaia (Alentejo)Milhos Ricos (…

"Ai Jesus, que moça esquiva"... É mesmo o "Diabo na Cruz"!!!

Andam por aí numa fona. Tiveram um Verão cheio de espectáculos e festas. Passearam praias, e festas, não falharam palcos de largos, praças e romarias.
Só não alinham nas procissões: Aí também não ficaria muito bem pôr... o Diabo na Cruz!

Sobre  esta música escrevia, no blogue do Grupo, Jorge Cruz, o seu líder:

É uma canção sobre aquela tensão típica entre homem e mulher que é tão interessante. Quer a tensão doméstica, quer a tensão de quem sai à rua, de quem sai à noite à procura de um amor.
(...) este casalinho da Moça Esquiva parece-me bastante simpático na forma como anda sempre às cabeçadas mas se interessa tanto um pelo outro.
Um vídeo com Realização de Marco Oliveira
e Direcção de Fotografia de Pedro Azevedo
Ao Copenhaga Fui abraçar-te Choraste por embaraçar-te Areal da praia Pedi noivado Melhor teria sido Ter-te atraiçoado
Riba arriba bate bate Como trovoada Teu coração de donzela alvoraçada Refilas, desfilas Afias os meus sonhos Fazes-me sorrir e aos outros Andar tristonhos
Quando …

Esta fotografia terá sido escolhida porquê???

Imagem
Vá-se lá perceber... Esta foi a imagem mais gostada dos últimos tempos. Já tentámos diversas formas de sondar os mecanismos que explicam as preferências dos membros do Descobrir PORTUGAL... Mas acabamos sempre mais confusos!
Porque, se era para olhar o casario... podiam ter optado por uma fotografia em que se vissem as casas com detalhe. Se era para espreitar a ponte... ficavam-se por uma imagem em que a sua estrutura fosse mais visível. Se era curiosidade pelo Metro de Superfície... ao menos um boneco em que ele fosse reconhecível!
É por estas e por outras que continuamos sem entender estas escolhas...
E depois, o saldo final é esmagador: quase 3 mil gostos e umas mil e trezentas partilhas! No global, a fotografia da Naty Franco atingiu mais de 57 mil pessoas! Pode lá ser... Que se estará a passar?




• Para ampliar,
contemplar a fotografia original
e ficar de água na boca...
Clique na imagem!




► Muitos milhares de fotografias,dos membrosdo Descobrir PORTUGAL.
À sua espera!

    • Visite!


    • Des…

Precisamos destas alegrias! Ameaças seguem dentro de momentos...

Imagem
Para nosso orgulho, para nossa afirmação, o brilhante desempenho dos atletas portugueses nos Campeonatos Europeus - com aquele saboroso conjunto de medalhas - e a vitória no Futebol, são ânimo, força e vontade.

Que ultrapassam os limites do desporto e calam bem fundo na nossa alma. Porque, de quando em vez, é preciso um estímulo e uma afirmação como esta.


 Há palavras que sabem bem.

Como as de Mourinho, que tem transportado e imposto o nome de Portugal por todo esse mundo do futebol:

Visite Portugal,
o país dos campeões europeus
- apela, em inglês, José Mourinho na sua página do Instagram.
(Clique na imagem!)




Nesta Europa cada vez mais esquecida dos princípios da solidariedade internacional, depois do abraço dirigido ao povo grego pelo treinador Fernando Santos, ganha especial significado o facto de a selecção portuguesa ter chegado a Lisboa a bordo de um avião de uma companhia da Grécia.
Coincidência interessante...!

Mas quase fica o receio de que, os que mandam na Comissão Europeia e…

Os nossos jogadores foram grandes!

Portugal é Campeão Europeu! Nem aleijarem-nos o Ronaldo deu resultado...!!! Todos os jogadores portugueses estão de...
Publicado por Descobrir PORTUGAL em Domingo, 10 de Julho de 2016

Documentários portugueses dão cartas no estrangeiro!

Imagem
Murtosa foi o vencedor do Museum in Short,  promovido pela European Museum Academy.
Representava a COMUR - Museu Municipal da Murtosa.Um Filme  QUE CENA | GLORYBOX | Município da Murtosa. O anúncio foi feito  no decorrer do XXIV International Conference ICOM "Museums and cultural landscapes", que teve a edição deste ano no Centro de Convenções de Milão.
Era o único filme português concorrente e alcançou a vitória numa votação internacional online que expressou a escolha do público.
Parabéns aos autores realizadores e promotores. Nós, que desafiámos o apoio dos membros das nossas páginas nas redes sociais, não escondemos também a nossa satisfação.

Não percam a oportunidade de (re)ver a película distinguida:

Dois outros criadores portugueses que não param de acumular pémios. Estão imparáveis!
Destaque para o triunfo no Hollywood International Independent Documentary Awards.
Cabo Espichel - Em terras de um Mundo perdido, que agora arrebatou o prémio de Melhor Documentário no Festiva…

Que alma terá inventado essa coisa da "carne de porco à alentejana"?

Imagem
Nunca percebemos a estranheza que a alguns causa o casamento entre o porco de montado e as amêijoas. Se o Alentejo tem uma das maiores parcelas da costa portuguesa, torna-se óbvio que seja rico em produtos do mar.
Com os estuários dos seus rios e a lagoas que se encostam ao oceano, não lhe faltam amêijoas e outros bivalves. Montado é o que tem mais... dá para deixar crescer à solta todos os porcos deste mundo...! Então... porquê a estranheza.
Estranho, estranho, é que em Lisboa além de crismarem de porcos pretos os cerdos alentejanos de montado  - alimentados a lande e bolota - também o casamento da sua carne com as amêijoas passou a ser chamado - não se percebe porquê - carne de porco à alentejana. E o que chamarão a um prato (semelhante) que no Algarve é feito com as ameijoas da Ria Formosa (ou da Ria de Alvor) e com a carne do porco de montado da serra algarvia?
Guardem a receita e chamem as coisas pelos nomes delas.

Não liguem ao que se escreve em muitas das ementas de restaurante…

Parabens! Obrigado!

Estamos na Final!
Foram grandes.
TODOS!
Ficámos orgulhosos e agradecidos!
Só faltava que a Final fosse com a Alemanha...

Opinião, fé ou desejo?

Imagem
Vão ser milhões de expectativas em qualquer canto de terra que fale, viva, sonhe em Português...!
Portugal passa à final?Seja qual for o seu lado de mar, partilhe connosco o seu prognóstico.Que, já se sabe... também é desejo.
Traga mais gente para apoiar!


"Porque os outros se compram e se vendem / E os seus gestos dão sempre dividendo"

Imagem
Muitos dos que, nos anos 70, fizeram desta canção coro de protesto e revolta contra a Ditadura não saberiam, nessa altura, que estavam a entoar um poema de Sofia de Mello Breyner.

Francisco Fanhais - aliás Padre Fanhais, como era então reconhecido - chegava com a sua viola e começava a cantar. As vozes presentes haviam de se lhe juntar. E esta era uma das canções que nunca podia faltar!

Os poemas não têm idade. As palavras de Sofia - todas estas décadas depois, com uma queda de Ditadura e a chegada da Democracia pelo meio - continuam perfeitamente actuais e actuantes!.
Claro que agora não há o risco de a Polícia Política desatar a prender cantantes e coro. O que já faz diferença grande...!

Integrou o LP "Canções da Cidade Nova", editado em1970

Porque...

Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão.
Porque os outros têm medo mas tu não.

Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão.
Porque os…