Figuras do Presépio invadem Monsaraz!

Imagem
Presépio gigante de rua, com figuras em tamanho real, regressa sexta-feira a Monsaraz.

Pelas 11 da manhã, nas Portas da Vila, o Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz abre a festa com os seus Cantos de Natal.
As Figuras do Presépio tomam conta de Monsaraz. E até aos Reis, a vila medieval é delas!

Delas (de quantos a habitam e gostam!) e dos muitos milhares que vão passar por lá para ver Natal dentro de muralhas com vistas d'Alqueva


Espraia-se pelas ruas da vila até ao Largo do Castelo. Aí ficará o conjunto principal: A Virgem, São José e o Menino Jesus.
As outras figuras (ao todo são 48) distribuem-se pelas ruas da vila.

Em tamanho natural, estruturas de ferro e rede, cobertas por panos de cor crua, pintadas em tons pastel, rosa velho e lilases.
Caras e mãos feitas em cerâmica.

Por lá vão estar os Reis Magos, o pastor, os guardas do castelo, o oleiro, o almocreve, a lavadeira e a fiadeira. E muito mais!
Tudo impermeabilizado e tratado para aguentar a chuva.
À noite, todas as figura…

Madredeus - Ao longe o mar



Com letra e música de Pedro Ayres Magalhães, integrou O Espírito da Paz,  o terceiro álbum de estúdio dos Madredeus, lançado em 1994



Nessa altura, a banda era composta por: Pedro Ayres Magalhães (guitarra), José Peixoto (guitarra), Rodrigo Leão (teclados), Gabriel Gomes (acordeão) e Fancisco Ribeiro (violoncelo). Inconfundível, a voz de Teresa Salgueiro.

• As imagens deste vídeo fazem parte do documentário
francês realizado em 1995: Les Açores de Madredeus.



Porto calmo de abrigo
De um futuro melhor(maior)
Porventura(Ainda não está) perdido
No presente temor
Não faz muito sentido
Não esperar (Já não espero) o melhor
Vem da nevoa saindo
A promessa anterior
Quando avistei ao longe o mar
Ali fiquei, Parada a olhar
Sim, eu canto a vontade
Canto o teu despertar
E abraçando a saudade
Canto o tempo a passar
Quando avistei ao longe o mar
Ali fiquei, Parada a olhar
Quando avistei ao longe o mar
Sem querer, deixei-me ali ficar

Assista também:

O Pastor - Integrou o 2º disco, Existir, editado em 1990.
Haja o que Houver  - álbum O Paraíso, editado em 1977.
http://apalavr.blogspot.pt/2015/12/madredeus-o-pastor.html
http://apalavr.blogspot.pt/2016/02/madredeus-haja-o-que-houver.html

Muita gente está a ler também:

Figuras do Presépio invadem Monsaraz!

Madredeus - "O Pastor"

"Carolina": O dueto magistral de Carminho com Chico Buarque