Fenómeno de crescimento e participação! Agora não podemos parar!

Imagem
Mais de dois Milhões de membros! Um Universo que não pára de crescer e de se diversificar!
Chegados aqui... Temos de ir em frente!
E encontrar formas de corresponder ao interesse e ao entusiasmo desta multidão de rostos.

Por isso, estamos a lançar uma página nova.
Que assume com orgulho o nome de Descobrir Portugal - que fizemos, construímos e consolidámos ao longo destes dois anos no Facebook.
Até conseguirmos ter connosco mais de um MILHÃO de membros, espalhados por todos os cantos da Língua Portuguesa.

Do ala que se faz tarde! conservamos as memórias e os afectos de um blog que, neste curto período, registou mais de 6,5 milhões de visitas. Mas está na altura de iniciar uma nova caminhada fazendo apelo a novos recursos e potencialidades.

• E aí está owww.descobrirportugal.pt.Que quer continuar a contar com o vosso apoio e a vossa divulgação!


Aquilo que parecia uma brincadeira e um passatempo... tornou-se coisa séria. Precisamos agora de apoios e de suportes que garantam continuação, a…

Minho, Ribeira Lima, Ponte da Barca

Ele há videos que, apesar de instrumentos de divulgação e de promoção, sabe bem (e vale a pena!) saborear.

► No coração do Minho, na beira do Lima, Ponte da Barca.
• Captação de imagem, gravação e edição de Pedro Cerqueira.
• Em fundo, a música "Barca da Inspiração", de Zézé Fernandes.


• Ponte da Barca •
► No coração do Minho, na beira do Lima, Ponte da Barca.Este é um vídeo de divulgação que vale a pena saborear...• Captação de imagem, gravação e edição de Pedro Cerqueira (http://bit.ly/1axuJhb).• Em fundo, a música "Barca da Inspiração", de Zézé Fernandes.
Publicado por Descobrir PORTUGAL em Sexta-feira, 10 de Abril de 2015

Goije, Sampriz, Ponte da Barca, terreno de afectos e memórias. E de muitas férias escolares...

Setembro era de festas e romarias, feira às quartas (ora em Ponte da Barca, ora nos Arcos), prenúncio de castanhas, vindimas ou apanha do milho...

https://www.facebook.com/ruidiasjose/media_set?set=a.10151861945133996.1073741828.713138995&type=3A senhora, de preto vestida, era a minha avó: Teresa de Jesus Leitão, a Teresa do Ferreiro, como era conhecida.
A trabalhar, o meu tio Joaquim que - como 6 dos filhos da minha avó - deixara Sampriz na busca de um futuro. Só a Luísa ficou.
O sorriso radioso, ao lado da falta de jeito do miúdo dos calções, só podia ser da minha mãe.








Muita gente está a ler também:

Ele há cada mistério...

Madredeus - "O Pastor"

Marvão: lá do alto, horizontes imensos de encher peito e alma!