Fenómeno de crescimento e participação! Agora não podemos parar!

Imagem
Mais de dois Milhões de membros! Um Universo que não pára de crescer e de se diversificar!
Chegados aqui... Temos de ir em frente!
E encontrar formas de corresponder ao interesse e ao entusiasmo desta multidão de rostos.

Por isso, estamos a lançar uma página nova.
Que assume com orgulho o nome de Descobrir Portugal - que fizemos, construímos e consolidámos ao longo destes dois anos no Facebook.
Até conseguirmos ter connosco mais de um MILHÃO de membros, espalhados por todos os cantos da Língua Portuguesa.

Do ala que se faz tarde! conservamos as memórias e os afectos de um blog que, neste curto período, registou mais de 6,5 milhões de visitas. Mas está na altura de iniciar uma nova caminhada fazendo apelo a novos recursos e potencialidades.

• E aí está owww.descobrirportugal.pt.Que quer continuar a contar com o vosso apoio e a vossa divulgação!


Aquilo que parecia uma brincadeira e um passatempo... tornou-se coisa séria. Precisamos agora de apoios e de suportes que garantam continuação, a…

E quando, dos sabores, se faz música? Serão músicas de comer?

Os prazeres não têm limites ou balizas definidas. Podem perfeitamente associar-se, misturar-se, transmutar-se. É também o que têm de bom: Provocam e instigam - à repetição e à reincidência!

Sentimentos, gostos ou vontades de prazer não se arrumam em gavetas nem se guardam em ficheiros - aí está uma coisas que os computadores e o marketing ainda não conseguiram sistematizar ou domesticar.
Valha-nos a indisciplina da busca e do desejo...
Ao menos isso!

E, alguma das canções mais saborosas, acabam por falar de pratos, petiscos, prazeres de mastigação ou de libação.

Não iremos fazer nenhuma enumeração exaustiva nem traremos aqui os resultados de nenhuma pesquisa ou recolha.
Como acto de fruição, basta-nos a memória e a recordação de sabores, palavras e melodias.
A esmo!


De imediato vêm à lembrança algumas canções de Saborear:
Mas muito outras haveria para referenciar.

Por agora, apetece trazer aqui esta moda alentejana:
 Ao cair da tarde / lembro com saudade / encostado ao balcão / tiras de toucinho / um copo de vinho / azeitonas, queijo e pão (...)
• pelo Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz, num vídeo de Reguengos ComVida:

Muita gente está a ler também:

Marvão: lá do alto, horizontes imensos de encher peito e alma!

Ele há cada mistério...