Fenómeno de crescimento e participação! Agora não podemos parar!

Imagem
Mais de dois Milhões de membros! Um Universo que não pára de crescer e de se diversificar!
Chegados aqui... Temos de ir em frente!
E encontrar formas de corresponder ao interesse e ao entusiasmo desta multidão de rostos.

Por isso, estamos a lançar uma página nova.
Que assume com orgulho o nome de Descobrir Portugal - que fizemos, construímos e consolidámos ao longo destes dois anos no Facebook.
Até conseguirmos ter connosco mais de um MILHÃO de membros, espalhados por todos os cantos da Língua Portuguesa.

Do ala que se faz tarde! conservamos as memórias e os afectos de um blog que, neste curto período, registou mais de 6,5 milhões de visitas. Mas está na altura de iniciar uma nova caminhada fazendo apelo a novos recursos e potencialidades.

• E aí está owww.descobrirportugal.pt.Que quer continuar a contar com o vosso apoio e a vossa divulgação!


Aquilo que parecia uma brincadeira e um passatempo... tornou-se coisa séria. Precisamos agora de apoios e de suportes que garantam continuação, a…

"Saudade é tudo o que fica, depois de tudo morrer"

 
Estranha palavra esta... saudade! Tantos matizes e sentidos.
Parece ganhar ainda significado especial para quem vive numa ilha. Ou para quem... da ilha parte para o outro lado do mar.
Que pode ser aqui no continente ou nas Américas.


Esta Saudade é canção que já vimos bailada em diversas ilhas do Açores. Uma das mais comoventes e significativas terá sido na Ilha do Corvo, quando lá estive com o Passeio de Jornalistas - que nessa altura eu organizava.
E daquela noite corvina muitas recordações terão ficado à vintena de profissionais da comunicação social que comigo navegaram na Lancha do Mestre Augusto da ilha da Flores até aquela que é a ilha mais pequena do arquipélago dos Açores.

Mas estes cantadores de São Jorge também eu conheço bem. Das minhas andanças peregrinas - quando a rádio ainda se fazia "directa e sem rede de qualquer terra de língua portuguesa".
Outros tempos...!


• Gravação: Beira, S. Jorge, Açores - 24/04/2011 • Realização: Tiago Pereira • Som: Sara Morais • Download de: vimeo.com/tiagopereira

► O Grupo Etnográfico da Beira, aqui em formação de canto e sem dançadores, afirma-se de fiel representação das danças e cantares, dos usos e costumes das gentes de São Jorge.
► Bandolim, viola da terra, violão e violino são os instrumentos que aqui se juntam às vozes.

Muita gente está a ler também:

Madredeus - "O Pastor"

"Carolina": O dueto magistral de Carminho com Chico Buarque

Madredeus - Ao longe o mar