Figuras do Presépio invadem Monsaraz!

Imagem
Presépio gigante de rua, com figuras em tamanho real, regressa sexta-feira a Monsaraz.

Pelas 11 da manhã, nas Portas da Vila, o Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz abre a festa com os seus Cantos de Natal.
As Figuras do Presépio tomam conta de Monsaraz. E até aos Reis, a vila medieval é delas!

Delas (de quantos a habitam e gostam!) e dos muitos milhares que vão passar por lá para ver Natal dentro de muralhas com vistas d'Alqueva


Espraia-se pelas ruas da vila até ao Largo do Castelo. Aí ficará o conjunto principal: A Virgem, São José e o Menino Jesus.
As outras figuras (ao todo são 48) distribuem-se pelas ruas da vila.

Em tamanho natural, estruturas de ferro e rede, cobertas por panos de cor crua, pintadas em tons pastel, rosa velho e lilases.
Caras e mãos feitas em cerâmica.

Por lá vão estar os Reis Magos, o pastor, os guardas do castelo, o oleiro, o almocreve, a lavadeira e a fiadeira. E muito mais!
Tudo impermeabilizado e tratado para aguentar a chuva.
À noite, todas as figura…

Douro - Onde os homens se fizeram Deuses e esculpiram horizontes e paisagem!

Há passeios que marcam, paisagens, rostos e memórias que se colam à pele.
E o Douro é magnífico!

A majestade da paisagem é em grande parte obra da mão do homem - que derreteu xisto, moldou encostas, esculpiu terraços. Para os povoar de videiras que escorrem vinhos finos, deslumbramentos de palato e sonhos de cor e aroma...!
Foi esta epopeia dos homens que a UNESCO distinguiu quando declarou o Douro Património Cultural da Humanidade.

A melhor forma de celebrar o Douro é ir conhecê-lo, passear aquelas paisagens, apaixonar-se pelas suas vistas, sabores e histórias. Por isso... a partilha destas imagens de um Passeio de Jornalistas que eu organizei.
O destino eram as terras de Alijó. E de Gaia saíu o barco da Douro Azul em direcção à Régua. Depois foi um fim de semana de deslumbramento. Para mim era mais uma reincidência... Para alguns dos participante foi mesmo uma descoberta.

Ficam aí as imagens. Mas não couberam aqui os sentimentos, prazeres e sonhos...
Têm de ser vocês a ir em busca deles!


  • Fotos: Antunes Amor (direitos reservados)
    Clique sobre elas para ampliar

http://absolutoportugal.blogspot.pt/2015/11/uma-vindima-de-azulejos.html
Não se esqueça de uma paragem (com vagar!) para saborear os azulejos da Estação do Pinhão.


Para abrir o apetite...
Espreite! ►

Muita gente está a ler também:

"Poema à Mãe", Eugénio de Andrade dito por ele próprio.

Madredeus - "O Pastor"

"Carolina": O dueto magistral de Carminho com Chico Buarque