Num triângulo de Ilhas, uma lenda de Açores. De rosto humano!

Imagem
Dou comigo a recordar aquele mestre do Terra Alta que - numa travessia das Velas para São Roque, já lá vão mais de 25 anos - me contava do Sr. Quaresma, de braço no ar, em cima do velho cais da Madalena.
Em dias de temporal, contando as ondas... para marcar o momento seguro de entrada do barco.

Clique para se deslumbrar! ►

Naquele triângulo de ilhas, o barco era tudo: Viu nascer as crianças (mais impacientes!) que não aguardaram até ao hospital da ilha em frente... foi viatura de funeral ou ambulância.
Muitas histórias de amor se teceram à distância, vertidas nas cartas confiadas a João Quaresma para que as encaminhasse para os amores ausentes.
Ou os açafates da comida e as encomendas que os pais mandavam para os miúdos da Ilha Montanha que tinham ido estudar para a Horta. Do lado de lá. o Gilberto das Lanchas, com a sua carrocinha, havia de tratar das entregas em mão.

Não havia lancha que arriscasse demandar o porto da Madalena sem ordem de João Quaresma. Todos os dias em cima do cai…

Se não é "flor que se cheire"... É melhor não beber!

Flores que são beleza, paixão, deslumbramento, aconchego, mezinha…
Nas tisanas e outras providenciais infusões, exaltam prazeres de fragrância e sabor. Acrescentam poderes medicinais, determinam satisfação e culto.

Imagem ► Ronald Tobias de Moraes
Da infância me ficaram a de laranjeira ou a de tília. Mais tarde, a descoberta da flor do sabugueiro, do poejo, da camomila, do alecrim…

E como (todos!) temos de ser vencedores, bem-sucedidos, simpáticos e esbeltos, lá vem a carqueja.
Anda por ai quem - se suspeitara da fama de ajudar a queimar calorias - não descansaria, montes e vales, à cata da flor.
Acabaria a emagrecer do exercício de umas caminhadas e de umas quantas subidas a pique!
E lá se ia o negócio das pílulas, beberagens e outros aditivos que a publicidade fartamente quer impingir.

Amores e desamores de... flor!


  • Pelo Jardim:

http://absolutoportugal.blogspot.pt/2017/02/viva-quem-e-uma-flor-de-rir-ou-de-chorar.html Viva quem é uma flor!
Apetece falar de flores. Vá se lá saber porquê...
Flores mesmo, sem subterfúgio ou segundo sentido de palavra.
Daquelas que nascem das hastes e ramos de... (Ler Mais)



http://absolutoportugal.blogspot.pt/2017/02/saciar-o-fogo-do-desejo-num-corpo-de.html Saciar o fogo do desejo num corpo de flor!
Algumas, de tão provocantes e apetecíveis, apetece mesmo comer.
E então, quando sedosas ao toque, cheirosas e suaves, de formas bem desenhadas e cores cheias... (Ler Mais)



http://absolutoportugal.blogspot.pt/2017/02/boas-de-comer-ou-venenosas-de-matar.html Boas de comer ou venenosas de matar!
Como em tudo na vida, manda bom senso (e experiência!) que não se dispense a precaução. As escolhas têm de ser acertadas… Porque nem todas as flores são boas de comer: Algumas são... (Ler Mais)


http://absolutoportugal.blogspot.pt/2017/02/da-flor-do-sal-flor-do-vinho-da-virtude.html Da flor do sal à flor do vinho...
E, da mesma palavra... significados e sentidos tão diferentes: Da excelência da flor de sal aos melefícios da flor de vinho, um abismo!
Que nome poderia ter o sal de melhor qualidade e de... (Ler Mais)


https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10152222501918996&set=a.10152214868408996.1073741829.713138995&type=3&theater Da mesma flor, a abelha tira o mel e a vespa o fel
Na linguagem, no imaginário, no dia-a-dia… associamos as flores a quase tudo. E a partir delas fazemos afirmações significativas e… significantes.
Entre o "viva quem é uma flor" e o "não é flor que se... (Ler Mais)


https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10152222501918996&set=a.10152214868408996.1073741829.713138995&type=3&theater Mistérios de prazer e sedução?
Das muitas flores que todos os dias trazem ao Descobrir PORTUGAL.
Sem razão ou lógica de escolha, apenas cor, ternura, gesto...
Para que qualquer um que por aqui passe... (Ler Mais)

Muita gente está a ler também:

Ana Moura - "Dia de Folga"

Que alma terá inventado essa coisa da "carne de porco à alentejana"?

Do Minho para a sua mesa... Caldo Verde!