Figuras do Presépio invadem Monsaraz!

Imagem
Presépio gigante de rua, com figuras em tamanho real, regressa sexta-feira a Monsaraz.

Pelas 11 da manhã, nas Portas da Vila, o Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz abre a festa com os seus Cantos de Natal.
As Figuras do Presépio tomam conta de Monsaraz. E até aos Reis, a vila medieval é delas!

Delas (de quantos a habitam e gostam!) e dos muitos milhares que vão passar por lá para ver Natal dentro de muralhas com vistas d'Alqueva


Espraia-se pelas ruas da vila até ao Largo do Castelo. Aí ficará o conjunto principal: A Virgem, São José e o Menino Jesus.
As outras figuras (ao todo são 48) distribuem-se pelas ruas da vila.

Em tamanho natural, estruturas de ferro e rede, cobertas por panos de cor crua, pintadas em tons pastel, rosa velho e lilases.
Caras e mãos feitas em cerâmica.

Por lá vão estar os Reis Magos, o pastor, os guardas do castelo, o oleiro, o almocreve, a lavadeira e a fiadeira. E muito mais!
Tudo impermeabilizado e tratado para aguentar a chuva.
À noite, todas as figura…

Memórias Judaicas atraem visitantes a Monsaraz?


A tradição oral descrevia-a como local de tortura e apodou-a de Casa da Inquisição. Aí teria, de acordo com histórias passadas de boca em boca, funcionado um Tribunal da Inquisição.

Mas... como sabiamente diz o nosso povo, quem conta um conto acrescenta um ponto. E essa é uma versão a que hoje não damos muito crédito. Admite-se, isso sim que aquela casa tenha estado ao serviço da Inquisição como arquivo de processos, residência de Familiar do Santo Ofício ou local de passagem de acusados que iriam para o Tribunal inquisitorial em Évora.

Não há dúvidas, no entanto, que Monsaraz albergou durante séculos uma próspera comunidade judaica.

As referências ao judeus na vila castreja remontam ao século XIII e ao rei de Afonso III. Ganham consistência no tempo de D. Dinis e surgem detalhadas no reinado D. Fernando.


Daí a criação, por iniciativa da Câmara Municipal de Reguengos, do Centro Interactivo da História Judaica em Monsaraz.

• Instalado na tal edificação que, no imaginário popular, havia ganho o nome de Casa da Inquisição.


 Pretendem os responsáveis autárquicos que seja gerador de ideias para a interpretação e entendimento da nossa história e das suas gentes, enquanto produto e memória.
Segundo eles, será, sem dúvida, um elemento dinamizador do concelho e congregador de uma nova dinâmica histórico-cultural.

Trepemos então até ao número 7 da Travessa do Quebra-Costas, em Monsaraz. Para espreitar história e conteúdos interactivos. Que são uma outra forma de a contar.

E passeemos o seu interior através deste vídeo da Glorybox:

Muita gente está a ler também:

Figuras do Presépio invadem Monsaraz!

Madredeus - "O Pastor"

"Carolina": O dueto magistral de Carminho com Chico Buarque