Num triângulo de Ilhas, uma lenda de Açores. De rosto humano!

Imagem
Dou comigo a recordar aquele mestre do Terra Alta que - numa travessia das Velas para São Roque, já lá vão mais de 25 anos - me contava do Sr. Quaresma, de braço no ar, em cima do velho cais da Madalena.
Em dias de temporal, contando as ondas... para marcar o momento seguro de entrada do barco.

Clique para se deslumbrar! ►

Naquele triângulo de ilhas, o barco era tudo: Viu nascer as crianças (mais impacientes!) que não aguardaram até ao hospital da ilha em frente... foi viatura de funeral ou ambulância.
Muitas histórias de amor se teceram à distância, vertidas nas cartas confiadas a João Quaresma para que as encaminhasse para os amores ausentes.
Ou os açafates da comida e as encomendas que os pais mandavam para os miúdos da Ilha Montanha que tinham ido estudar para a Horta. Do lado de lá. o Gilberto das Lanchas, com a sua carrocinha, havia de tratar das entregas em mão.

Não havia lancha que arriscasse demandar o porto da Madalena sem ordem de João Quaresma. Todos os dias em cima do cai…

No alto de Avis, campos de Alentejo à mercê de um olhar e de uma reflexão...

Aviz: E a planície toda a seus pés...!
Imagem de Diamantino Santos, inserida no Descobrir PORTUGAL.
Já há uns tempos que não passamos por Avis: Imperdoável e injustificado!

Numa da vezes que por lá andámos, foi com pretexto da intervenção no Café Com Letras, uma tertúlia organizada pelos  Amigos do Concelho de Avis - Associação Cultural, com o apoio do Município de Avis.

No nosso caso, o tema não poderia ter sido outro... e fomos mesmo para abordar as questões da presença e da visibilidade de um concelho como aquele, nas rotas  da chamada Grande Informação - que normalmente ignora a vida que se faz (e se aposta) fora dos grandes centros!

Prometemos voltar lá um dia destes. Já estamos com saudades....

Regresso ao Interior

Na quinta feira (dia 21), Avis vai conversar um tema de grande actualidade e que está no centro das preocupações de muitas terras: a urgência da discussão sobre o Interior do país e a sua valorização. Um debate relançado em Janeiro pelo próprio Conselho de Ministros.

A Associação Cultural de Avis desafiou uma jovem professora que decidiu regressar à sua terra (Alter do Chão), abandonando o litoral onde estava a viver.
O Regresso ao Interior - "Expectativas e Realidades", será o tema abordado por Helena Monteiro. No quadro de um debate e de uma reflexão que a ACA tem vindo a dinamizar desde há uns anos a esta parte.

Muita gente está a ler também:

Ana Moura - "Dia de Folga"

Que alma terá inventado essa coisa da "carne de porco à alentejana"?

Do Minho para a sua mesa... Caldo Verde!