Num triângulo de Ilhas, uma lenda de Açores. De rosto humano!

Imagem
Dou comigo a recordar aquele mestre do Terra Alta que - numa travessia das Velas para São Roque, já lá vão mais de 25 anos - me contava do Sr. Quaresma, de braço no ar, em cima do velho cais da Madalena.
Em dias de temporal, contando as ondas... para marcar o momento seguro de entrada do barco.

Clique para se deslumbrar! ►

Naquele triângulo de ilhas, o barco era tudo: Viu nascer as crianças (mais impacientes!) que não aguardaram até ao hospital da ilha em frente... foi viatura de funeral ou ambulância.
Muitas histórias de amor se teceram à distância, vertidas nas cartas confiadas a João Quaresma para que as encaminhasse para os amores ausentes.
Ou os açafates da comida e as encomendas que os pais mandavam para os miúdos da Ilha Montanha que tinham ido estudar para a Horta. Do lado de lá. o Gilberto das Lanchas, com a sua carrocinha, havia de tratar das entregas em mão.

Não havia lancha que arriscasse demandar o porto da Madalena sem ordem de João Quaresma. Todos os dias em cima do cai…

Mar ataca em Lisboa: a inundar a Praça do Comércio!

Descansem que não falamos de alterações climáticas ou da subida do nível das águas do mar: Aqui a cheia tem data marcada de início e de encerramento! O rio, esse, vai manter serenidade e sossego na tranquilidade da etapa última caminho da foz. Que é logo mais além, quase ao alcance de um olhar.

Tudo conforme o previsto! Não vai faltar peixe... sem que seja preciso meter pernas à faina ou alar redes. Bastarão desejos e apetites, vontades de experimentação, apego a sabores tradicionais e abertura ao que de novo transportam as tendência destes tempos. Quase chega a qualidade dos bichos, espicaçada e celebrada pela arte dos mestres de corte, confecção e combinação de espécies e aromas. O mais... é apenas uma questão mão, palato, engenho e capacidade inventiva, somados a uma boa dose de técnica e conhecimento das matérias primas.
No fim, só vai restar a difícil e espinhosa arte de... saborear, conviver e celebrar!
E, claro, uma pitadinha de ganas de festa: nada como remexer tudo com uns acordes de música e uns volteios de dança.

Peixe em Lisboa - 2016
►Peixe em Lisboa - Lisbon fish & flavours.• De 7 a 17 de Abril, Pátio da Galé, Terreiro do Paço, Lisboa.Prometem os organizadores "reunir restaurantes de referência e convidar chefes a apresentarem criativas interpretações de peixes e mariscos".Mas se o peixe é o convidado especial e chamariz, não vai faltar um mercado de preciosidades gastronómicas...Festa, música e animação até à tantas! :)
Publicado por Saborear em Terça-feira, 29 de Março de 2016


Restaurantes de topo, cozinheiros nacionais e internacionais de renome. Peixe e marisco em fundo, uma celebração de sabores executada por cozinheiros nacionais e internacionais de renome, alguns com o toque das estrelas Michelin.

Urbe cosmopolita e de diálogo de civilizações, Lisboa transporta para o Pátio da Galé (Terreiro do Paço) sabores e aromas da cozinha da cidade. E, com a sua própria matriz, cruza influências do Brasil, de África, do Oriente... Sem recusar a experimentação e a novidade - até apresenta cozinha que dispensa o fogão e o exaustor!
O Peixe em Lisboa - Lisbon fish & flavours integra a fase final da escolha de O Melhor Pastel de Nata, a pesquisa do ADN de Pasteleiro (entre os mais promissores desta área), tertúlias, harmonizações enogastronómicas e aulas de cozinha.

Organização da Associação Turismo de Lisboa, com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa e produção da Essência do Vinho.

Para crescer água na boca, nada como espreitar o Programa das Festas!


Muita gente está a ler também:

Ana Moura - "Dia de Folga"

Que alma terá inventado essa coisa da "carne de porco à alentejana"?

Do Minho para a sua mesa... Caldo Verde!