Figuras do Presépio invadem Monsaraz!

Imagem
Presépio gigante de rua, com figuras em tamanho real, regressa sexta-feira a Monsaraz.

Pelas 11 da manhã, nas Portas da Vila, o Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz abre a festa com os seus Cantos de Natal.
As Figuras do Presépio tomam conta de Monsaraz. E até aos Reis, a vila medieval é delas!

Delas (de quantos a habitam e gostam!) e dos muitos milhares que vão passar por lá para ver Natal dentro de muralhas com vistas d'Alqueva


Espraia-se pelas ruas da vila até ao Largo do Castelo. Aí ficará o conjunto principal: A Virgem, São José e o Menino Jesus.
As outras figuras (ao todo são 48) distribuem-se pelas ruas da vila.

Em tamanho natural, estruturas de ferro e rede, cobertas por panos de cor crua, pintadas em tons pastel, rosa velho e lilases.
Caras e mãos feitas em cerâmica.

Por lá vão estar os Reis Magos, o pastor, os guardas do castelo, o oleiro, o almocreve, a lavadeira e a fiadeira. E muito mais!
Tudo impermeabilizado e tratado para aguentar a chuva.
À noite, todas as figura…

"Mar de Sines" - Espreite o documentário que estreia a 24


100 entrevistas, 250 horas de gravações e todo aquele mar pela frente. Apenas... um documentário!

Urdido com testemunhos de três gerações de pescadores. Daqueles que conhecem bem o mar do sudoeste português. Os mais velhos nem precisavam de instrumentos de navegação: orientavam-se pelas pedras, pelos relevos e desenho da costa, pelas marcas no alto das falésias, pelos focos dos faróis.

O que o mar oferece e o que o mar reclama. Os encantos do mar... mas também a dureza das realidades que transporta.
Na origem deste filme o porto de pesca. Ambição de tantos anos, com promessas do tempo da outra senhora celebradas em repasto de vaca quando Marcelo - o do Antigo Regime - lhes prometeu um.
Balela para disfarçar a chegada do Porto Oceânico e do Terminal Petrolífero. Não se sabe quem terá pago o bicho sacrificado na festa de celebração. Mas sabe-se que os pescadores de Sines tiveram ainda de passar por muitos anos de esperas e lutas para conseguir lugar seguro para acostar os barcos do seu sustento.

E se Porto e Lota são interesse do documentário, o filme navega outras águas: encontra os últimos pescadores-cabaneiros de São Torpes, percorre a costa rochosa com os mariscadores, escuta as memórias dos pescadores do alto, mergulha as profundezas do oceano.

Um cheirinho para abrir o apetite...


Produzido pela Câmara Municipal de Sines, é um projeto de cinema com a comunidade. Foi realizado por Diogo Vilhena, com produção e assistência de realização de António Campos. Banda sonora original de Charlie Mancini, com a participação de músicos da região.

Estreia aprazada para dia 24. No Castelo de Sines, encostado à praia, com o mar no horizonte!

Muita gente está a ler também:

Figuras do Presépio invadem Monsaraz!

Madredeus - "O Pastor"

"Carolina": O dueto magistral de Carminho com Chico Buarque