Num triângulo de Ilhas, uma lenda de Açores. De rosto humano!

Imagem
Dou comigo a recordar aquele mestre do Terra Alta que - numa travessia das Velas para São Roque, já lá vão mais de 25 anos - me contava do Sr. Quaresma, de braço no ar, em cima do velho cais da Madalena.
Em dias de temporal, contando as ondas... para marcar o momento seguro de entrada do barco.

Clique para se deslumbrar! ►

Naquele triângulo de ilhas, o barco era tudo: Viu nascer as crianças (mais impacientes!) que não aguardaram até ao hospital da ilha em frente... foi viatura de funeral ou ambulância.
Muitas histórias de amor se teceram à distância, vertidas nas cartas confiadas a João Quaresma para que as encaminhasse para os amores ausentes.
Ou os açafates da comida e as encomendas que os pais mandavam para os miúdos da Ilha Montanha que tinham ido estudar para a Horta. Do lado de lá. o Gilberto das Lanchas, com a sua carrocinha, havia de tratar das entregas em mão.

Não havia lancha que arriscasse demandar o porto da Madalena sem ordem de João Quaresma. Todos os dias em cima do cai…

A favor da Literatura Portuguesa, proposta do Governo Brasileiro posta em causa!

Acesa controvérsia está a provocar a intenção do Ministério da Educação do Brasileiro de eliminar a obrigatoriedade do estudo da literatura portuguesa na nova Base Nacional Curricular do Brasil.
Se fosse para a frente a intenção governamental, autores como Luís de Camões, Gil Vicente, Fernando Pessoa, Eça de Queiroz, Camilo Castelo Branco, Almeida Garrett ou José Saramago estariam postos em causa.
Para denunciar e combater esta intenção, circula na NET um abaixo assinado que é urgente divulgar, apoiar e subscrever, em ambas as margens do Atlântico.

http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT80150

A proposta beira o absurdo (...) como se pode apagar Portugal e a Europa de nossas origens? Tirando do mapa? Será que mais uma vez a seleção de conteúdos foi contaminada por um viés político e ideológico anacrónico? (...) perguntaram-se em artigo publicado no jornal Folha de S. Paulo dois professores universitários brasileiros, Flora Bender Garcia e José Ruy Lozano, indignados com a decisão.

Vale a pena ler na totalidade o artigo assinado por João Almeida Moreira, correspondente do Diário de Notícias em São Paulo.
Entre muitos outros elementos cruciais, aí surge referenciada a opinião do jornalista brasileiro Clóvis Rossi considerando que:
  • a questão é exclusivamente linguística, alguns esquerdistas de botequim tentam politizá-la com o argumento de que a língua é um instrumento de dominação. Se fosse, deveríamos voltar a falar tupi-guarani.
A Petição está aí.
Para que você lhe dê força!
Para que assine e faça circular pelos seus amigos do Brasil e de Portugal.
Vamos a Isto!

http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT80150

Muita gente está a ler também:

Ana Moura - "Dia de Folga"

Que alma terá inventado essa coisa da "carne de porco à alentejana"?

Do Minho para a sua mesa... Caldo Verde!