Fenómeno de crescimento e participação! Agora não podemos parar!

Imagem
Mais de dois Milhões de membros! Um Universo que não pára de crescer e de se diversificar!
Chegados aqui... Temos de ir em frente!
E encontrar formas de corresponder ao interesse e ao entusiasmo desta multidão de rostos.

Por isso, estamos a lançar uma página nova.
Que assume com orgulho o nome de Descobrir Portugal - que fizemos, construímos e consolidámos ao longo destes dois anos no Facebook.
Até conseguirmos ter connosco mais de um MILHÃO de membros, espalhados por todos os cantos da Língua Portuguesa.

Do ala que se faz tarde! conservamos as memórias e os afectos de um blog que, neste curto período, registou mais de 6,5 milhões de visitas. Mas está na altura de iniciar uma nova caminhada fazendo apelo a novos recursos e potencialidades.

• E aí está owww.descobrirportugal.pt.Que quer continuar a contar com o vosso apoio e a vossa divulgação!


Aquilo que parecia uma brincadeira e um passatempo... tornou-se coisa séria. Precisamos agora de apoios e de suportes que garantam continuação, a…

A favor da Literatura Portuguesa, proposta do Governo Brasileiro posta em causa!

Acesa controvérsia está a provocar a intenção do Ministério da Educação do Brasileiro de eliminar a obrigatoriedade do estudo da literatura portuguesa na nova Base Nacional Curricular do Brasil.
Se fosse para a frente a intenção governamental, autores como Luís de Camões, Gil Vicente, Fernando Pessoa, Eça de Queiroz, Camilo Castelo Branco, Almeida Garrett ou José Saramago estariam postos em causa.
Para denunciar e combater esta intenção, circula na NET um abaixo assinado que é urgente divulgar, apoiar e subscrever, em ambas as margens do Atlântico.

http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT80150

A proposta beira o absurdo (...) como se pode apagar Portugal e a Europa de nossas origens? Tirando do mapa? Será que mais uma vez a seleção de conteúdos foi contaminada por um viés político e ideológico anacrónico? (...) perguntaram-se em artigo publicado no jornal Folha de S. Paulo dois professores universitários brasileiros, Flora Bender Garcia e José Ruy Lozano, indignados com a decisão.

Vale a pena ler na totalidade o artigo assinado por João Almeida Moreira, correspondente do Diário de Notícias em São Paulo.
Entre muitos outros elementos cruciais, aí surge referenciada a opinião do jornalista brasileiro Clóvis Rossi considerando que:
  • a questão é exclusivamente linguística, alguns esquerdistas de botequim tentam politizá-la com o argumento de que a língua é um instrumento de dominação. Se fosse, deveríamos voltar a falar tupi-guarani.
A Petição está aí.
Para que você lhe dê força!
Para que assine e faça circular pelos seus amigos do Brasil e de Portugal.
Vamos a Isto!

http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT80150

Muita gente está a ler também:

Marvão: lá do alto, horizontes imensos de encher peito e alma!

Ele há cada mistério...