Figuras do Presépio invadem Monsaraz!

Imagem
Presépio gigante de rua, com figuras em tamanho real, regressa sexta-feira a Monsaraz.

Pelas 11 da manhã, nas Portas da Vila, o Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz abre a festa com os seus Cantos de Natal.
As Figuras do Presépio tomam conta de Monsaraz. E até aos Reis, a vila medieval é delas!

Delas (de quantos a habitam e gostam!) e dos muitos milhares que vão passar por lá para ver Natal dentro de muralhas com vistas d'Alqueva


Espraia-se pelas ruas da vila até ao Largo do Castelo. Aí ficará o conjunto principal: A Virgem, São José e o Menino Jesus.
As outras figuras (ao todo são 48) distribuem-se pelas ruas da vila.

Em tamanho natural, estruturas de ferro e rede, cobertas por panos de cor crua, pintadas em tons pastel, rosa velho e lilases.
Caras e mãos feitas em cerâmica.

Por lá vão estar os Reis Magos, o pastor, os guardas do castelo, o oleiro, o almocreve, a lavadeira e a fiadeira. E muito mais!
Tudo impermeabilizado e tratado para aguentar a chuva.
À noite, todas as figura…

Caretos à solta, com moças á espera...!


Para as bandas de Lazarim, Mira ou Nordeste Transmontano, festa e celebração do Entrudo é assomo, correria, alegria e maroteira dos Caretos.

Que se ponham a pau as moçoilas. Quanto mais viçosas e vistosas... mais chocalhadas!
Sim, que os Caretos nada têm nada de parvos. E, nestes dias de Entrudo, ninguém leva a mal.

Em Podence, Macedo de Cavaleiros, é vê-los pelas ruas da aldeia, volteando à roda das moças. Um bailado provocante, insinuante, quase lúbrico!
E elas gostam. Ou não iriam de tão longe para ver - e quiçá experimentar - estes arremessos dos caretos.

No colorido dos trajes, por detrás das máscaras de madeira ou de lata, rostos de gente que aposta na salvaguarda de tradições que estiveram em risco de se perder.  Se em Podence, em cada Entrudo, pulam, rebolam, atacam... uns 40 caretos, a sobrevivência da ancestral tradição esteve por um fio nos anos 70. Verdade, verdadinha, que os guardiões da moral do Anterior Regime não viam com muito bons olhos estes resquícios de celebrações pagânicas...!

A devoção à terra e o amor à causa dos Caretos tem vindo a dar frutos. Embora, como de costume, os mais velhos - apesar de gostarem do que vão vendo -  sempre vão dizendo que as coisas já não são como eram. Não percam este vídeo de Inedit Edições.


Dos 6 anos de idade à Dissertação de Mestrado...
Desde os 6 anos de idade, quando vesti o traje pela primeira vez, que me mascaro todos os anos e cumpro os comportamentos associados aos Caretos; desde os 15 anos participo nas atuações que o grupo de Caretos de Podence realiza em Portugal e no estrangeiro
Mais do que uma confidência de alguém que sempre se viu ligado aos Caretos - e só isso já seria interessante e importante - este excerto foi retirado de um Dissertação de Mestrado em Arte e Património de Luís Filipe Rodrigues da Costa que vale a pena percorrer com atenção e prazer. E não perder, também, o material fotográfico que ela integra.

Se puderem - em Lazarim, Mira ou Podence - não percam os Caretos neste Entrudo!

Muita gente está a ler também:

Ana Moura - "Dia de Folga"

Madredeus - "O Pastor"

"Carolina": O dueto magistral de Carminho com Chico Buarque