Num triângulo de Ilhas, uma lenda de Açores. De rosto humano!

Imagem
Dou comigo a recordar aquele mestre do Terra Alta que - numa travessia das Velas para São Roque, já lá vão mais de 25 anos - me contava do Sr. Quaresma, de braço no ar, em cima do velho cais da Madalena.
Em dias de temporal, contando as ondas... para marcar o momento seguro de entrada do barco.

Clique para se deslumbrar! ►

Naquele triângulo de ilhas, o barco era tudo: Viu nascer as crianças (mais impacientes!) que não aguardaram até ao hospital da ilha em frente... foi viatura de funeral ou ambulância.
Muitas histórias de amor se teceram à distância, vertidas nas cartas confiadas a João Quaresma para que as encaminhasse para os amores ausentes.
Ou os açafates da comida e as encomendas que os pais mandavam para os miúdos da Ilha Montanha que tinham ido estudar para a Horta. Do lado de lá. o Gilberto das Lanchas, com a sua carrocinha, havia de tratar das entregas em mão.

Não havia lancha que arriscasse demandar o porto da Madalena sem ordem de João Quaresma. Todos os dias em cima do cai…

"Falando com a Casa Branca", de Raul Solnado. Onde está a graça?

Tem alguma piada? Alguém se consegue rir deste tipo de humor? Com todo o conjunto de figuras públicas desfilando dia após dia nas pantalhas mediáticas, precisamos de humoristas para quê? Da política à economia, do desporto à socialite, temos quem nos faça rir que chegue. Até às lágrimas!

Com tanta concorrência, Raul Solnado teria dificuldade em disputar um lugar no palco. Arriscava-se a ter de ficar espectador de discursos, entrevistas, comentários e um não sei mais, de uma plêiade de analistas. Amarrados ao fastio de... só com o riso conseguirmos afastar o bocejo!

Um grande senhor do Teatro e da Vida

Mais urgente do que nunca... rever uma das inesquecíveis criações de Raul Solnado: Falando com a Casa Branca!
Com o acréscimo de ele estar o telefone com o capataz, o encarregado de Vaxinton.  um tal Johnson. E de se tratar da uma inesquecível participação no espectáculo dos 35 anos da brasileira TV Record.
Num já distante 7 de Julho de 1967...



Hoje em dia, arrepia imaginar como seria a conversa se os americanos arrematassem de presidente aquela figura de opereta (cómica, não fora trágica!) que faria muitos tornarem-se monárquicos só para não serem confundidos com um republicano daqueles!

Muita gente está a ler também:

"Carolina": O dueto magistral de Carminho com Chico Buarque

Ana Moura - "Dia de Folga"

Madredeus - Ao longe o mar