Fenómeno de crescimento e participação! Agora não podemos parar!

Imagem
Mais de dois Milhões de membros! Um Universo que não pára de crescer e de se diversificar!
Chegados aqui... Temos de ir em frente!
E encontrar formas de corresponder ao interesse e ao entusiasmo desta multidão de rostos.

Por isso, estamos a lançar uma página nova.
Que assume com orgulho o nome de Descobrir Portugal - que fizemos, construímos e consolidámos ao longo destes dois anos no Facebook.
Até conseguirmos ter connosco mais de um MILHÃO de membros, espalhados por todos os cantos da Língua Portuguesa.

Do ala que se faz tarde! conservamos as memórias e os afectos de um blog que, neste curto período, registou mais de 6,5 milhões de visitas. Mas está na altura de iniciar uma nova caminhada fazendo apelo a novos recursos e potencialidades.

• E aí está owww.descobrirportugal.pt.Que quer continuar a contar com o vosso apoio e a vossa divulgação!


Aquilo que parecia uma brincadeira e um passatempo... tornou-se coisa séria. Precisamos agora de apoios e de suportes que garantam continuação, a…

13 vídeos ► CANTE Património da Humanidade

• Intangible Cultural Heritage of Humanity • Patrimoine Culturel Immatériel de l’Humanité • Patrimonio Cultural Inmaterial de la Humanidad • Património Cultural Imaterial da Humanidade
Foi há um ano.

O Descobrir Portugal e o Café Portugal estiveram na 1ª linha da difusão da Campanha pela Declaração do Cante como Património da Humanidade.
 Todos os nossos recursos foram postos ao serviço desta causa.

Vale a pena recordar e.. saborear!

• Trazemos-lhe os vídeos, as modas, os momentos.
• Para rever! • Para divulgar!

https://www.facebook.com/events/1658731584415724/
https://www.facebook.com/cafportugal/videos/10152341082672541/
Fossem quais fossem os resultados da votação a candidatura já tinha ganho ►

• pelo interesse público que despertou;
• pela mobilização e envolvimento que desencadeou;
• pela gente nova que despertou e motivou;
• pelo justo orgulho que devolveu aos milhares de vozes que sentem e fazem tão original e diferente modo de canto colectivo, de convívio e de festa.
https://www.facebook.com/QuererPortugal/videos/576413329125141/
Depois de tanto trabalho e empenhamento, a celebração havia de começar logo em Paris!
https://www.facebook.com/video.php?v=10152579366858935
É tão grande o Alentejo. o quase hino que fazia parte do Dossier de Candidatura
 • Grupo Coral Os Arraianos

O Cante, como todas as nossas mais genuínas formas de arte popular e de afirmação étnica, já tinha sido dado dado como morto, peça de museu ou baú de inutilidades.
• Para quem papagueava tais aleivosias,
fica este bando de vozes e sorrisos
de Vila Nova de São Bento ►

https://www.facebook.com/cafportugal/videos/10152356306757541/

https://www.facebook.com/absolutoportugal/videos/10152564109423935/
As "Ceifeiras" de Entradas
E os corais femininos? Estilhaçando o mito do Estado Novo e das Casas do Povo que fazia do Cante um atributo masculino.

Como uma vez me respondeu uma lindíssima velhota numa emissão em directo da Antena 1 ali para as bandas do Torrão:
"Ná, na ceifa cantava o manajeiro sozinho..."

https://www.facebook.com/absolutoportugal/videos/10152575697358935/
Santa Clara do Louredo, Beja
Levadas da breca estas moçoilas da aldeia do Corvo, Castro Verde:
https://www.facebook.com/absolutoportugal/videos/10152591387868935/

E quando as vozes do Cante se encontram com a viola campaniça?

Espreitem estes Moços d'uma cana:
https://www.facebook.com/absolutoportugal/videos/10152577061428935/
O Cante sempre se fez ouvir nas vendas.
A Menina Florentina ganha nova roupagens com os Vádemodas na Taberna do Liberato em Moura.
https://www.facebook.com/cafportugal/videos/10152364595642541

Crescido nas tabernas e nos campos, o Cante Alentejano transmitiu-se ao longo de gerações.
Com a diáspora alentejana, novos grupos apareceram na periferia de Lisboa e em diversos países de emigração – o Cante é traço identitário dos alentejanos, estejam onde estiverem!

Onde houver alentejanos... lá estará o Cante

Aqui, surge entoado em Tires, no concelho de Cascais:

https://www.facebook.com/video.php?v=10152383014257541

https://www.facebook.com/cafportugal/videos/10152281475107541
Viagem musical ao Portugal contemporâneo, a um modo de expressão único e à paixão dos seus intérpretes, o filme de Sérgio Tréfaut, Alentejo, Alentejo, acabou por constituir oportunidade de debate e reflexão alargada acerca do futuro do cante.

• Na década de 80, o Grupo Coral de Cantares Regionais de Portel trouxe o Alentejo para a ribalta da música e da indústria discográfica. Percorreram mundo. Afirmaram-se na rádio e na televisão.
• Por muito que custe a alguns puristas(!), abriram caminhos e as suas músicas ficaram no ouvido. Como este Eu Ouvi o Passarinho:
https://www.facebook.com/cafportugal/videos/10152509271782541/

https://www.facebook.com/absolutoportugal/videos/10152621349153935/
E como estamos com o Natal quase aí, uma prenda que tem a ver com a quadra...

Um Cante ao Menino recolhido por Michel Giacometti em Vila Verde de Ficalho.

Imagens que integram a série documental O Povo que Canta, da autoria de Giacometti, realizada por Alfredo Tropa para a RTP, entre 1970 e 1972.

Tinha de terminar com a referência ao corso esta amostragem de sons e imagens do Cante Alentejana. Ele que quis ficar sepultado na aldeia de Peroguarda, junto daqueles que tão bem o conheciam e acarinhavam.

Não esqueço uma emissão do Feira Franca (Antena 1) em Ferreira do Alentejo em que vi rolar lágrimas de rostos maduros e curtidos, pelo sol e pela vida, quando se recordou Michel Giacometti. Para eles... um amigo, um deles!

https://www.facebook.com/events/1658731584415724/

Muita gente está a ler também:

Marvão: lá do alto, horizontes imensos de encher peito e alma!

Ele há cada mistério...