Num triângulo de Ilhas, uma lenda de Açores. De rosto humano!

Imagem
Dou comigo a recordar aquele mestre do Terra Alta que - numa travessia das Velas para São Roque, já lá vão mais de 25 anos - me contava do Sr. Quaresma, de braço no ar, em cima do velho cais da Madalena.
Em dias de temporal, contando as ondas... para marcar o momento seguro de entrada do barco.

Clique para se deslumbrar! ►

Naquele triângulo de ilhas, o barco era tudo: Viu nascer as crianças (mais impacientes!) que não aguardaram até ao hospital da ilha em frente... foi viatura de funeral ou ambulância.
Muitas histórias de amor se teceram à distância, vertidas nas cartas confiadas a João Quaresma para que as encaminhasse para os amores ausentes.
Ou os açafates da comida e as encomendas que os pais mandavam para os miúdos da Ilha Montanha que tinham ido estudar para a Horta. Do lado de lá. o Gilberto das Lanchas, com a sua carrocinha, havia de tratar das entregas em mão.

Não havia lancha que arriscasse demandar o porto da Madalena sem ordem de João Quaresma. Todos os dias em cima do cai…

As imagens que correram mundo

Um ano depois, apeteceu rever o vídeo que foi um dos rostos da candidatura do Cante Alentejano ao reconhecimento, pela UNESCO, como Património Imaterial da Humanidade.

As imagens do Sérgio Tréfaut correram mundo. Só este vídeo, partilhado através do Descobrir PORTUGAL  e do Café PORTUGAL foi visto por umas 300 mil pessoas.

• Cante Alentejano é Património Imaterial da Humanidade •
► Acontecesse o que acontecesse na votação em Paris (fossem quais fossem os resultados) o Cante Alentejano já tinha ganho!• pelo interesse público que despertou;• pela mobilização pública que suscitou,• pela gente nova que despertou e motivou• mas sobretudo pelo justo orgulho que devolveu aos milhares de vozes que o cantam, sentem e fazem.► Parabéns a todos eles!(Vídeo incluído no dossier de candidadura, da autoria de Sérgio Tréfaut)
Publicado por Café PORTUGAL em Domingo, 2 de Novembro de 2014


Do mesmo realizador é um filme fundamental para a compreensão da dimensão do Cante Alentejano.
Alentejo, Alentejo tem andado por aí país todo. Se ainda não viu e deparar com ele... não perca!

Algumas imagens para despertar apetites:

• Alentejo, Alentejo • Um filme de Sérgio Tréfaut •
Nascido nas tabernas e nos campos, o cante transmitiu-se ao longo de gerações. Com a diáspora alentejana, novos grupos apareceram na periferia de Lisboa e em diversos países de emigração – o cante é traço identitário dos alentejanos onde quer que estejam.• Um filme de Sérgio Tréfaut à sua espera nos cinemas...• Uma viagem musical ao Portugal contemporâneo, a um modo de expressão único e à paixão dos seus intérpretes.
Publicado por Café PORTUGAL em Sábado, 4 de Outubro de 2014



Há um ano, Declaração do Cante como Património Cultural Imaterial da Humanidade.A celebrar a data, o “Cante Fest”...
Publicado por Café PORTUGAL em Sexta-feira, 13 de Novembro de 2015

Muita gente está a ler também:

Ana Moura - "Dia de Folga"

Que alma terá inventado essa coisa da "carne de porco à alentejana"?

Do Minho para a sua mesa... Caldo Verde!