Fenómeno de crescimento e participação! Agora não podemos parar!

Imagem
Mais de dois Milhões de membros! Um Universo que não pára de crescer e de se diversificar!
Chegados aqui... Temos de ir em frente!
E encontrar formas de corresponder ao interesse e ao entusiasmo desta multidão de rostos.

Por isso, estamos a lançar uma página nova.
Que assume com orgulho o nome de Descobrir Portugal - que fizemos, construímos e consolidámos ao longo destes dois anos no Facebook.
Até conseguirmos ter connosco mais de um MILHÃO de membros, espalhados por todos os cantos da Língua Portuguesa.

Do ala que se faz tarde! conservamos as memórias e os afectos de um blog que, neste curto período, registou mais de 6,5 milhões de visitas. Mas está na altura de iniciar uma nova caminhada fazendo apelo a novos recursos e potencialidades.

• E aí está owww.descobrirportugal.pt.Que quer continuar a contar com o vosso apoio e a vossa divulgação!


Aquilo que parecia uma brincadeira e um passatempo... tornou-se coisa séria. Precisamos agora de apoios e de suportes que garantam continuação, a…

Uma vindima de azulejos

Quase na borda de água, ali onde o Douro vê as suas águas acrescentadas com o caudal do Pinhão - que deu nome à localidade e à estação do caminho de ferro.

Vaidosa dos  azulejos que levam até lá milhares para observar e fotografar. Em tons de azul, da autoria de J. Oliveira, encomendados à fábrica Aleluia, de Aveiro, em 1937.

Está no centro da região demarcada do Vinho do Porto e é aí que estão localizadas as mais famosas Quintas produtoras daquele néctar. Por isso, os 24 painéis de azulejos retratam paisagens durienses e aspectos das vindimas.

Vale a pena saborear as fotografias de Antunes Amor. Basta clicar nas imagens para ampliar!

Os azulejos da estação do Pinhão contam Douro, socalcos, vinhas, vindimas...


E celebram a epopeia do Homem...
Que derreteu xisto e
moldou encostas.
Não há périplo de Douro que não passe por aqui!

Muita gente está a ler também:

Marvão: lá do alto, horizontes imensos de encher peito e alma!

Ele há cada mistério...