Num triângulo de Ilhas, uma lenda de Açores. De rosto humano!

Imagem
Dou comigo a recordar aquele mestre do Terra Alta que - numa travessia das Velas para São Roque, já lá vão mais de 25 anos - me contava do Sr. Quaresma, de braço no ar, em cima do velho cais da Madalena.
Em dias de temporal, contando as ondas... para marcar o momento seguro de entrada do barco.

Clique para se deslumbrar! ►

Naquele triângulo de ilhas, o barco era tudo: Viu nascer as crianças (mais impacientes!) que não aguardaram até ao hospital da ilha em frente... foi viatura de funeral ou ambulância.
Muitas histórias de amor se teceram à distância, vertidas nas cartas confiadas a João Quaresma para que as encaminhasse para os amores ausentes.
Ou os açafates da comida e as encomendas que os pais mandavam para os miúdos da Ilha Montanha que tinham ido estudar para a Horta. Do lado de lá. o Gilberto das Lanchas, com a sua carrocinha, havia de tratar das entregas em mão.

Não havia lancha que arriscasse demandar o porto da Madalena sem ordem de João Quaresma. Todos os dias em cima do cai…

O que andaria ele a fazer por ali?

Que diacho! Este espanhol não para quieto. Agora... pelas bandas de Arcos de Valdevez, colado às paredes do Santuário da Senhora da Peneda, ali no Parque que leva o mesmo nome. Quase às portas da Galiza. Ele que nem é galego...!

E nem sequer foi pelas Festas da Senhora da Penada, em Setembro. Senão, seria por ali um mar de gente. Preferiu ir pela calada. Às fotos.
Parece que vamos de ter de comunicar a identidade às autoridades agora afadigadas em investigações e identificações.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=510538259131807&set=o.124331758934&type=3&theater
Está curioso? Nós também!
Pelo sim, pelo não, será mais acertado clicar na
imagem para ampliar e ver com mais detalhe!
Pode ser que descubra mais qualquer coisa...
O que andaria ele por aí a fazer? A cirandar de um lado para o outro, a meter o nariz em tudo o que é canto, sempre de máquina na mão, pronta a disparar...!

Calado que nem um rato - será voto de silêncio? - apenas se descaiu dizendo que a fotografia é do Santuário da Senhora da Peneda.

Este Javier Civantos ao menos terá provado o Bolo da Pedra feito na mesma fornada (e com o mesmo milho) de que faziam as broas noutros tempos? Só que acrescentado de outras coisas que faziam dele um bolo de estalo.




► Muitos milhares de fotografias, dos membros do Descobrir PORTUGAL.
À sua espera!
 
https://www.facebook.com/absolutoportugal/photos_stream?tab=photos     • Visite!


    • Descubra!


    • Deslumbre-se!


    • Partilhe!

Muita gente está a ler também:

"Carolina": O dueto magistral de Carminho com Chico Buarque

Ana Moura - "Dia de Folga"

Que alma terá inventado essa coisa da "carne de porco à alentejana"?