Figuras do Presépio invadem Monsaraz!

Imagem
Presépio gigante de rua, com figuras em tamanho real, regressa sexta-feira a Monsaraz.

Pelas 11 da manhã, nas Portas da Vila, o Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz abre a festa com os seus Cantos de Natal.
As Figuras do Presépio tomam conta de Monsaraz. E até aos Reis, a vila medieval é delas!

Delas (de quantos a habitam e gostam!) e dos muitos milhares que vão passar por lá para ver Natal dentro de muralhas com vistas d'Alqueva


Espraia-se pelas ruas da vila até ao Largo do Castelo. Aí ficará o conjunto principal: A Virgem, São José e o Menino Jesus.
As outras figuras (ao todo são 48) distribuem-se pelas ruas da vila.

Em tamanho natural, estruturas de ferro e rede, cobertas por panos de cor crua, pintadas em tons pastel, rosa velho e lilases.
Caras e mãos feitas em cerâmica.

Por lá vão estar os Reis Magos, o pastor, os guardas do castelo, o oleiro, o almocreve, a lavadeira e a fiadeira. E muito mais!
Tudo impermeabilizado e tratado para aguentar a chuva.
À noite, todas as figura…

Prendam quem lhes fabrica as armas!

Querem fazer de nós parvos?
As armas não se fabricam sozinhas. As fábricas são legais, estão cotadas em Bolsa, pagam impostos, rendem dinheiro... Muitos milhões de dividendos aos accionistas.
E têm de ser vendidas!


Que seria desta gente sem guerras? Sem crime organizado? Sem grupos radicais? Sem terroristas?

Para milhões é sofrimento e angústia, medo e revolta...
Para eles, apenas oportunidade de negócio!

Quem vende as armas de que se fazem as guerras? São promovidas e vão ao encontro dos compradores como se de pastilhas elásticas ou de electrodomésticos se tratasse. E tudo não passasse de jogos de guerra...!

Esta apresentação foi feita no Abu Dhabi, Emiratos Árabes Unidos. Mas há muito mais material publicitário destes negócios no Youtube. Quando há pouco passámos por lá, para ver, tivemos de ficar à espera que terminasse um anúncio de... chocolates! Já com enquadramento de campanha de Natal.



Um pormenor - último e sem importância nenhuma: as originais eram fabricadas na Bélgica. E também tinham de se vender. Nem que fosse preciso promover mais umas guerrazinhas e fabricar uns quantos cenários de horror.

Nááá... isto não vai lá só com a cera das velas!

Esta imagem explica muito do terror que ameaça a Europa.Brincavam aos Serviços Secretos e às guerras como meras acções...
Publicado por Rui Dias José em Domingo, 15 de Novembro de 2015

Muita gente está a ler também:

Figuras do Presépio invadem Monsaraz!

Madredeus - "O Pastor"

"Carolina": O dueto magistral de Carminho com Chico Buarque