Fenómeno de crescimento e participação! Agora não podemos parar!

Imagem
Mais de dois Milhões de membros! Um Universo que não pára de crescer e de se diversificar!
Chegados aqui... Temos de ir em frente!
E encontrar formas de corresponder ao interesse e ao entusiasmo desta multidão de rostos.

Por isso, estamos a lançar uma página nova.
Que assume com orgulho o nome de Descobrir Portugal - que fizemos, construímos e consolidámos ao longo destes dois anos no Facebook.
Até conseguirmos ter connosco mais de um MILHÃO de membros, espalhados por todos os cantos da Língua Portuguesa.

Do ala que se faz tarde! conservamos as memórias e os afectos de um blog que, neste curto período, registou mais de 6,5 milhões de visitas. Mas está na altura de iniciar uma nova caminhada fazendo apelo a novos recursos e potencialidades.

• E aí está owww.descobrirportugal.pt.Que quer continuar a contar com o vosso apoio e a vossa divulgação!


Aquilo que parecia uma brincadeira e um passatempo... tornou-se coisa séria. Precisamos agora de apoios e de suportes que garantam continuação, a…

Prendam quem lhes fabrica as armas!

Querem fazer de nós parvos?
As armas não se fabricam sozinhas. As fábricas são legais, estão cotadas em Bolsa, pagam impostos, rendem dinheiro... Muitos milhões de dividendos aos accionistas.
E têm de ser vendidas!


Que seria desta gente sem guerras? Sem crime organizado? Sem grupos radicais? Sem terroristas?

Para milhões é sofrimento e angústia, medo e revolta...
Para eles, apenas oportunidade de negócio!

Quem vende as armas de que se fazem as guerras? São promovidas e vão ao encontro dos compradores como se de pastilhas elásticas ou de electrodomésticos se tratasse. E tudo não passasse de jogos de guerra...!

Esta apresentação foi feita no Abu Dhabi, Emiratos Árabes Unidos. Mas há muito mais material publicitário destes negócios no Youtube. Quando há pouco passámos por lá, para ver, tivemos de ficar à espera que terminasse um anúncio de... chocolates! Já com enquadramento de campanha de Natal.



Um pormenor - último e sem importância nenhuma: as originais eram fabricadas na Bélgica. E também tinham de se vender. Nem que fosse preciso promover mais umas guerrazinhas e fabricar uns quantos cenários de horror.

Nááá... isto não vai lá só com a cera das velas!

Esta imagem explica muito do terror que ameaça a Europa.Brincavam aos Serviços Secretos e às guerras como meras acções...
Publicado por Rui Dias José em Domingo, 15 de Novembro de 2015

Muita gente está a ler também:

Marvão: lá do alto, horizontes imensos de encher peito e alma!

Ele há cada mistério...